Connect with us

Como é que era a letra mesmo? 10 cantores e as suas “brancas”

Foto: music sheets - Visual Hunt

Especiais

Como é que era a letra mesmo? 10 cantores e as suas “brancas”

Acontece aos melhores (e não só)! A pressão de tocar ao vivo para centenas ou milhares de pessoas pode ser fatal para qualquer músico, independentemente de talento ou experiência. Mesmo que a música já tenha sido interpretada umas tantas vezes pelo artista, há sempre espaço para a clássica “branca” ou para uma confusa troca de versos.

Relacionado: Vê aqui as outras listas do MYWAY.

Este é o Top 10, do MYWAY, de músicos que se esqueceram da letra:

10-Nick Jonas nos Grammys

Começamos da melhor maneira; se existe algum sítio onde um músico não quer falhar, é nos Grammys, ao vivo para milhares de pessoas e em frente dos seus colegas de profissão. Já para não falar da carga simbólica de fazer asneira na maior instituição de reconhecimento musical. Como se não bastasse Nick Jonas partilhava o palco com os irmãos e com o lendário Stevie Wonder. Foi na mudança de temas entre os dois artistas que o nervosismo de Nick levou a melhor.

9-Adele esqueceu-se de perseguir a letra

Adele é certamente conhecida como uma das intérpretes contemporâneas mais sólidas e profissionais. Independentemente da sua voz “abençoada”, Adele é uma artista perfecionista e são raras as falhas nos seus espetáculos. Em 2011 na House of Blues, o inesperado aconteceu quando a cantora se esqueceu da letra de Chasing Pavements. No entanto, profissional como sempre, recompõe-se, pede desculpa e começa de novo. 

8-Jay Z afinal não sabe a missa toda

Aquando do lançamento inesperado “Magna Carta Holy Grail”, a comunidade de fãs do rapper esperava uma das maiores tours da carreira de Jay Z até então. O álbum foi um sucesso e o legado e a qualidade do novo trabalho do músico só apontavam para concertos memoráveis na história do hip hop. Eles aconteceram, mas, infelizmente, também algo aconteceu a Jay Z quando se esqueceu da letra de No Church In The Wild.

7-Miley fica a olhar para as moscas

Antes da mudança drástica de imagem, Miley Cyrus estava a tentar separar a sua carreira musical do seu trabalho na Disney. Numa altura em que possuía a imagem de America’s Sweetheart, a filha do músico country Billy Ray Cyrus, estava a fazer sucesso com a sua carreira a solo. Durante esta fase, em 2009, Miley foi ao programa Ant and Deck’s, onde gaguejou parte da música Fly On The Wall por não se recordar da letra. 

6-Peter Criss: Intencional?

Este incidente ficou a cargo do antigo e mais icónico baterista dos Kiss: Peter Criss. Excelente baterista, surpreendeu o mundo quando gravou a voz da faixa Beth. Uma das músicas mais emocionais da banda, foi inédito não encontrar a voz de Paul Stanley ou Ace Frehley. No entanto, durante a Dynasty Tour, em 1979, a banda não se encontrava em sintonia. A tour foi repleta de discussões e acidentes em palco. Por esta circunstância, até aos dias de hoje não se sabe se este erro foi intencional ou não.

5-Oh, say! can you see…

Já é conhecida a tradição norte-americana de, antes de certos eventos desportivos, se cantar sempre o hino. Por razões transcendentes a qualquer cultura, este é um momento sóbrio e da maior responsabilidade. Devido a este peso hercúleo, artistas conhecidos são muitas vezes chamados para o fazer. Quando calhou a Aaron Lewis dos Staind assumir o microfone, num jogo da World Series de baseball, o resultado não foi o esperado.

4-Deita fora a letra

Mais um exemplo perfeito em como não importam os anos de experiência e de conexão entre bandas. Muito menos importa se o erro foi numa música menos conhecida da banda ou num concerto menos importante. Está sempre um fã com o telemóvel na mão à espera de encontrar algo “digno” de publicar no Youtube. Desta vez foi com os Red Hot Chili Peppers quando tocavam Throw Away Your Television na Colômbia em 2012.

3-Lyricapalooza

Um dos maiores franchises de festivais de música do mundo é o Lollapalooza. Conhecido por vários dos concertos mais memoráveis da história mas paralelamente responsável por menções não tão honrosas. Tendo em conta o teor desta lista, vamos falar da segunda. Em 2010, os Green Day tocavam no palco principal e fizeram uma versão acústica de She’s a Rebel para introduzir Wake me up When September Ends. A transição não foi tão suave pois Billy Joe Armstrong teve um lapso.  

2-O que é que me deu?

Um caso muito particular. Corey Taylor, frontman de duas das bandas de metal mais bem sucedidas da atualidade (Slipknot e Stone Sour) interpretava Snuff no Desert Uprising em 2012 quando baralhou a letra toda. Este caso é particularmente constrangedor, não só pela consistência de Corey, mas também pela carga emocional da música. Sendo das raras baladas dos Slipknot, Corey dedicava, frequentemente, esta música ao seu amigo falecido, e companheiro de banda nos Slipknot, Paul Gray. 

1-A Polly quer o quê?

E o primeiro lugar vai para o eterno Kurt Cobain. Como muitos exemplos desta lista, não ganha a posição pela gravidade do erro mas pela maneira como lida com ele. Neste caso é verdadeiramente humorístico ver Kurt a improvisar a letra de Polly, falando sobre telefones. Mantendo a postura e brincando com os restantes membros da banda, tornam falhas destas em peculiaridades engraçadas na performance. 

 

 

 

 

 


Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Mais em Especiais

Advertisement

Mais Lidas

Advertisement
To Top