Connect with us

Sónar Lisboa: Eu.clides em versão intimista

Eu.clides @SonarLisboa - © Pedro Francisco

Festivais

Sónar Lisboa: Eu.clides em versão intimista

Ritmos quentes, no último dia de festival.

Eu.clides levou ao Sónar um espetáculo em formato trio, com Jónatas Pereira, do projeto TOTA, e Ricardo Coelho. Juntos, e perante um Pavilhão Carlos Lopes longe de estar completo, protagonizaram um espetáculo intimista, que permitiu ao público desfrutar da voz e da guitarra de Eu.clides, em toda a sua essência.

Relacionado: Sónar Lisboa: Dia 2 em imagens.

A abrir, uma versão renovada de Volte-Face, da autoria de Pedro da Linha, para o Festival da Canção da RTP do ano passado. Seguiram-se Terra-Mãe, Ir Para Quê? e Desmancha-Prazeres e Tubarão-Azul, do seu mais recente EP, Reservado.

Relacionado: Sónar Lisboa: Thundercat na vanguarda.

À semelhança de Thundercat, na primeira noite, esta foi mais uma demonstração de arte, criatividade e novos ambientes sonoros que se cruzam com a música eletrónica, nas suas mais variadas vertentes, e que tem no Sónar o seu habitat natural.

Setlist:
Volte-Face
Dos Tempos Em Que Íamos Ser Tudo
Morto-Vivo
Terra Mãe
Déjà-Vu
Desmancha-Prazeres
Meia-Luz
Venham Mais 7
24
Tubarão-Azul
Ira Para Quê?


Mais em Festivais

Advertisement

Mais Lidas

Advertisement
To Top