Connect with us

Sónar Lisboa: Planeta Arca em órbita

Arca @SonarLisboa - © Marta Santos

Festivais

Sónar Lisboa: Planeta Arca em órbita

Performance da artista venezuela foi o grande destaque da primeira noite.

Arca desafia todas as regras, é sabido, e desta vez não foi exceção. A artista apresentou-se em palco confiante, segura e com uma energia pujante, que antecipava a presença de algo extraordinário. E assim foi. Por entre ritmos latinos e batidas de música urbana, a artista apresentou a sua mais recente obra conceptual, Kick, iniciada em 2020 e seguida pelos álbuns KICK ii, KicK iii, KiCk iiii e KiCk iiiii, lançados (todos) em 2021.

Relacionado: Sónar Lisboa: Príncipes que foram reis.

Temas como Prada, Rakata e Incendio colocaram o planeta Arca definitivamente em órbita, de todo o Pavilhão Carlos Lopes, com o público em delírio perante a atuação alienígena de Arca. Acompanhada por efeitos visuais únicos e, também eles, de outro mundo, a artista via o seu pedido insistente de “barulho” ser sempre correspondido, por entre gritos e passos de dança, do público.

Relacionado: Sónar Lisboa: Thundercat na vanguarda.

Esta atuação explosiva a que assistimos, nesta primeira noite de Sónar Lisboa, será, seguramente, um dos momentos do festival. Arca chegou, tocou e convenceu, e, com isso, conseguiu a maior enchente da noite no pavilhão. Que momento!


Mais em Festivais

Advertisement

Mais Lidas

Advertisement
To Top