Connect with us

Uma orquestra chamada Radiohead

Notícias

Uma orquestra chamada Radiohead

Os Radiohead fecharam o Palco NOS no dia 8 de julho, segundo do festival, com uma atuação espetacular, à medida das expetativas.

Naquele que era, provavelmente o concerto mais aguardado de todo o evento, a banda de Thom Yorke mostrou uma dinâmica e versatilidade instrumental e musical digna de uma banda de culto, como eles já são.

Num espetáculo que também marcou a apresentação de A Moon Shaped Pool, o mais recente álbum da banda, os Radiohead mostraram uma diversidade de recursos musicais, não só no que aos instrumentos diz respeito, mas também aos estilos imprimidos nas músicas.

De temas mais intimistas em que a voz de Yorke, um xilofone e um teclado foram suficientes, a canções em que as duas baterias pareciam pouco para tanta musicalidade.

Com um recurso a um estilo muito eclético, que visita as áreas da eletrónica, e, claro está, todas as variantes do rock, os Radiohead armaram-se de todos os tipos de guitarras, baixos, teclados, baterias… E mais houvesse, eles tocavam!

Por todas estas razões, parece que em palco estiveram mais do que os cinco elementos que compõem a banda britânica.

Como se tudo isto não bastasse, os Radiohead brindaram os fãs com dois encores, sendo que o último levou a plateia ao delírio, com a banda a tocar «Creep», um tema que poucas vezes toca ao vivo.

Vê aqui alguns momentos do concerto (um deles em vídeo).

 

Foto Oficial

Foto Oficial

Foto Oficial

Foto Oficial

Foto Oficial

Foto Oficial

Foto Oficial

Foto Oficial

Foto Oficial

Foto Oficial

Foto Oficial

Foto Oficial

Foto Oficial

Foto Oficial

Foto Oficial

Foto Oficial

Foto Oficial

Foto Oficial

Foto Oficial

Foto Oficial

A noite continua, sobretudo com Two Door Cinema Club e Hot Chip.


Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Mais em Notícias

Advertisement

Mais Lidas

Advertisement
To Top