Connect with us

AC/DC e Axl apresentaram noite histórica

Notícias

AC/DC e Axl apresentaram noite histórica

A banda australiana de rock AC/DC teve uma estreia mundial ontem à noite em Lisboa, com Axl Rose (Guns N´Roses) a dar a voz ao grupo, mas sempre sentado, cabendo ao guitarrista Angus Young “preencher” o palco. Young, 61 anos, não parou um segundo em palco, sempre de guitarra em punho, compensando o quase estático Axl Rose, devido a ainda estar a recuperar de uma fratura no pé esquerdo.

Em Algés, os primeiros 45 minutos de festa ficaram a cargo do grupo americano Tyler Bryant and the Shakedown, até que às 21:00 em ponto, entraram os AC/DC com Axl Rose, conhecido nos tempos dos Guns pelos seus atrasos. A essa hora parou também a chuva, que não voltou até ao fim do concerto.

A banda começou com ‘Rock or Bust’ e ‘Shoot to Thrill’,e só depois das duas primeiras músicas o vocalista falou aos portugueses: ‘Boa noite, afinal ficou um dia bonito’, acrescentando a seguir, ‘prazer em conhecer-vos’. À terceira música, ‘Hell Ain´t Bad & Roll Thunder’, Axl Rose já tinha conquistado o público que correspondeu com empatia, e não parou de dançar e acompanhar os músicos.

O espetáculo começou com fogo e imagens do espaço e de fogo (de um meteorito), e acabou ao som de canhões e também fogo de artifício.

Foram ao todo 22 músicas, a última, ‘For Those About to Rock (We Salute You)’, para um público heterogéneo, com várias gerações partilhando a mesma emoção por uma banda criada em 1973 e por um músico, Axl Rose, 54 anos, também ele um ícone do rock.

Com o anúncio da troca, muitos fãs desistiram de ir ao concerto desta noite, o mesmo acontecendo noutros países (Lisboa é o primeiro ponto da digressão ‘Rock or Bust World Tour’) e, para piorar, choveu durante quase todo o dia de sábado. Ainda assim, o Passeio Marítimo de Algés encheu-se para ouvir AC/DC.

O concerto desta noite marcou o início da uma digressão da banda que a vai levar a Espanha e depois França, Bélgica, Áustria, República Checa, Alemanha, Suíça, Inglaterra e Dinamarca.

Os fãs publicam sem parar fotos e vídeos nas redes sociais e mostram a satisfação com a prestação do vocalista convidado da banda. “Nem nos meus melhores sonhos pensei ver Axl a soar tão bem outra vez”, escreveu Thiago Mota, no Twitter. “Sem dúvida. Axl está a conseguir”, diz Kevin Raub, jornalista que está a fazer a cobertura do concerto de Lisboa para a Billboard.

Este é o terceiro concerto dos AC/DC em Portugal, mas  uma estreia mundial, pela participação de Axl Rose, dos Guns’N’Roses, convidado para substituir Brian Johnson, obrigado a deixar de atuar ao vivo, por problemas auditivos. Os concertos anteriores dos AC/DC, em Portugal, aconteceram em 1996, no Estádio do Restelo, e em 2009, no estádio Alvalade XXI, ambos em Lisboa.

AC/DC, 07.05.16, Passeio Marítimo de Algés

Rock or Bust
Shoot to Thrill
Hell Ain’t a Bad Place to Be
Back in Black
Got Some Rock & Roll Thunder
Dirty Deeds Done Dirt Cheap
Rock ‘n’ Roll Damnation
Thunderstruck
High Voltage
Rock ‘n’ Roll Train
Hells Bells
Given the Dog a Bone
Sin City
You Shook Me All Night Long
Shot Down in Flames
Have a Drink on Me
T.N.T.
Whole Lotta Rosie
Let There Be Rock

Encore (solo de vários minutos de um incansável Angus Young)
Highway to Hell (mais de 50 mil pessoas a cantar e a dançar)
Riff Raff
For Those About to Rock (We Salute You)


Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Mais em Notícias

To Top