Connect with us

José Carlos Malato mostra-se revoltado contra o sistema!

José Carlos Malato
Foto: José Carlos Malato - Facebook@josecarlosmalato

Gossip

José Carlos Malato mostra-se revoltado contra o sistema!

Ontem, dia 29 de maio, os projetos de lei do PAN, BE, PS e PEV para a despenalização da eutanásia foram chumbados na Assembleia da República e isso gerou uma revolta que foi manifestada por José Carlos Malato.

José Carlos Malato foi um dos que se manifestou nas redes sociais acerca do assunto e, claro, com bastante desagrado devido à situação que vivenciou junto do seu pai.

O PCP, decisivo no chumbo, com os seus 15 deputados que se acresceram aos 19 do CDS e a mais de 80 do PSD, já disse que não vai mudar de ideias porque “o direito ao fim da vida em nome da dignidade é inaceitável”, o que gerou bastante polémica.

Relacionado: Malato concerta relação amorosa após a morte do seu pai. Sabe mais aqui.

O apresentador mesmo antes de entrar no parlamento fez uma publicação a dar a conhecer aos seus fãs a sua posição sólida em relação ao suicídio assistido e o motivos que o movem a dizer ‘SIM’: “Absolutamente a favor da Eutanásia e do suicídio assistido. Quando chegar a minha vez, se for minha vontade, quero decidir sobre o momento da minha morte para acabar com um sofrimento atroz, irreversível, desnecessário, e gostaria que a lei estivesse do meu lado”.

Contudo, a decisão do governo foi impremeditada e José Carlos Malato não se poupou a mostrar a sua revolta perante o NÃO à Eutanásia, afirmando que a posição do PCP ao votar contra a proposta de lei que regulamentaria a Eutanásia é “lamentável e constrangedora”.

Os motivos que o PCP apontou para os seus votos negativos foram que: “A dignidade da vida não se assegura com a consagração da morte”, apelando por isso aos avanços da medicina para que cheguem a todos e que a sociedade crie condições para uma vida digna em todas as fases – “O dever indeclinável do estado é investir no prolongamento da vida e não para a terminar”, segundo as palavras de António Filipe. Para além disso, o deputado fez questão de mencionar alguns exemplos de países que são a favor desta medida, alertando para as consequências da sua prática: na Holanda, apesar dos cuidados legais as mortes por eutanásia já representam 4% dos óbitos e, na Suiça, recorda que a eutanásia acabou por se tornar num negócio de morte.

Foram com estas palavras que o PCP suscitou uma questão por parte do deputado socialista e também médico, António Sales: (se) “os médicos têm como prioridade a saúde e o bem-estar do doente e o respeito pela dignidade e a autonomia do doente” (segundo o Juramento de Hipócrates), “Qual será o nosso papel no prolongamento da vida humana a doença que destrói e humilha?”.

Mas Malato não foi a única cara conhecida a contestar esta reprovação. Também Filomena Cautela, apresentadora do programa ‘5 para a Meia-Noite’ da RTP fez algumas publicações nas redes sociais.

Vê aqui a galeria:

Sabe mais: 
– Rock in Rio Lisboa bate recorde de operadores de transportes
– The Gift vão com a seleção portuguesa à Rússia
– Esta criança é uma celebridade portuguesa!
– Vão estar ‘Dinossauros’ este ano no Rock in Rio Lisboa


Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Mais em Gossip

To Top